PROGRAMA TRANSFORMAR TURISMO (NOVO)

O novo programa Transformar Turismo, promovido pelo do turismo de Portugal, aplica-se a todo o território nacional, que tem como finalidade apoiar o investimento público e privado na qualificação de Portugal enquanto destino turístico que irá consistir em linhas específicas de financiamento, com dotação inicial de 20 milhões de euros, que reforcem a atratividade turística dos territórios e lhes acrescentem valor através da regeneração dos respetivos recursos, desenvolvam produtos ou segmentos inovadores para o território onde se instalam e deem resposta às necessidades e interesses de uma procura de maior valor acrescentado, assentes em modelos de desenvolvimento em rede e deem resposta às necessidades do consumidor atual. 

Este programa sucede ao programa valorizar com os novos paradigmas, como a transformação digital e energética e os objetivos de desenvolvimento sustentável em alinhamento com o Plano Reativar o Turismo | Construir o Futuro, promovam uma oferta mais sustentável, responsável e distintiva, moldando o futuro do setor em prol de um modelo de desenvolvimento mais resiliente, inclusivo, gerador de valor, promotor de coesão territorial e com maior potencial de crescimento. 

 

Este pograma tem vigente duas linhas de apoio: 

-A linha de apoio a Territórios Inteligentes, permitirá criar novos desafios e oportunidades para as empresas e para os destinos, reforçando a importância do conhecimento e das novas tecnologias na estruturação de territórios inteligentes com o desenvolvimento de projetos que impulsionem a digitalização dos territórios e que, por essa via, consigam assegurar um quadro mais sustentável para o desenvolvimento da atividade turística e para a geração de valor.  

Com uma dotação para financiamento de projetos é de € 4 000 000, repartidos pelo ano de 2022, em fases trimestrais de candidaturas, que terminam em março, junho, setembro e dezembro, com uma dotação por fase de € 1 000 000. 

A linha Regenerar Territórios, é dirigida a projetos que reforcem a atratividade turística dos territórios e lhes acrescentem valor através da regeneração dos respetivos recursos, desenvolvam produtos ou segmentos inovadores para o território onde se instalam e deem resposta às necessidades e interesses de uma procura de maior valor acrescentado, assentes em modelos de desenvolvimento em rede, tais como o turismo cultural e patrimonial, o turismo industrial, o turismo ferroviário, o turismo desportivo, o turismo náutico, o enoturismo, o turismo militar, o turismo literário, o turismo científico, o turismo religioso, o turismo de saúde, o turismo gastronómico e o turismo de natureza. 

Com uma dotação de €16 000 000, repartidos por 2022 e 2023, em fases trimestrais de candidaturas, que terminam em março, junho, setembro e dezembro de cada ano, com uma dotação por fase de €2 000 000. 

Estas linhas vigorarão até se esgotar o respetivo orçamento. 

Taxa base de apoio das linhas: 

50% em territórios de baixa densidade; 

30% fora de territórios de baixa densidade; 

20% de majoração se alinhado com as EEC (clusters e Proveres). 

 

Os Apoios financeiros a conceder podem assumir a natureza não reembolsável ou reembolsável, 

sem remuneração, admitindo -se a possibilidade de conversão de uma parte do apoio financeiro 

reembolsável em não reembolsável ou vice -versa. 

 

Não podem aceder a qualquer uma das linhas de apoio financeiro do programa Transformar 

Turismo, as entidades beneficiárias que, à data da candidatura, possuam mais de um projeto 

aprovado e ainda não concluído no âmbito do programa Valorizar. 

 

As candidaturas são apresentadas a todo o tempo, através de formulário próprio disponível 

na página eletrónica do Turismo de Portugal, I. P. 

Para melhorar a sua experiência, usamos cookies próprios e de terceiros. Ao continuar a navegar considera-se que aceita a Política de Privacidade de Cookies do Norte mais Forte.
Ok